Acordo vai impulsionar Escola do Trabalhador em Santa Catarina

08/11/2018

Ministro Caio Vieira de Mello assinou carta de intenções com o governador Eduardo Pinho Moreira para divulgação do programa no estado

O ministro do Trabalho, Caio Vieira de Mello, e o governador de Santa Catarina, Eduardo Pinho Moreira, assinaram na quarta-feira (7), em Brasília, uma carta de intenções para impulsionar o projeto Escola do Trabalhador no estado do Sul do país. O programa oferece cursos online e gratuitos para a qualificação de trabalhadores brasileiros.

Durante o encontro, na sede do Ministério do Trabalho, o governador catarinense ressaltou a importância da parceria para divulgar o Escola do Trabalhador no estado e promover inclusão social e desenvolvimento. Eduardo Moreira afirmou que a qualificação vai gerar profissionais mais preparados para o mercado de trabalho.

“Santa Catarina tem uma capacidade de desenvolvimento enorme. Recebemos diariamente diversas empresas com a intenção de se instalar no nosso estado, por isso precisamos ter pessoas mais preparadas. A qualificação por meio da Escola do Trabalhador tem esse objetivo, alcança todas as áreas sociais, inclusive o sistema penitenciário, e pode atender todos os setores da sociedade”, diz o governador.

O estado do Sul é a segunda unidade federativa a assinar a carta de intenções para incentivo à Escola do Trabalhador. No fim de outubro, o consultor jurídico do Ministério do Trabalho, Ricardo Leite, firmou acordo semelhante com o governador de Rondônia, Daniel Pereira.

Certificado – A Escola do Trabalhador é uma plataforma de educação à distância do Ministério do Trabalho. Quem conclui os cursos disponíveis recebe um certificado emitido pela Universidade de Brasília (UnB), instituição responsável pela elaboração de todas as capacitações do projeto.

No último dia 29, o Ministério do Trabalho divulgou no Diário Oficial da União (DOU) a portaria que institucionaliza a Escola do Trabalhador, possibilitando a ampliação das ações de qualificação profissional para além da plataforma digital. A portaria estabelece que a gestão da Escola do Trabalhador deve ocorrer de forma articulada com entes públicos e privados que fazem a qualificação e requalificação profissional. Essa articulação possibilitará, no futuro, o desenvolvimento de ações presenciais.

Cursos – Recentemente, a Escola do Trabalhador lançou seu 26º curso, de Excel Avançado. As opções ao estudante são divididas em 12 eixos temáticos, focadas nas necessidades do mercado de trabalho brasileiro.

Todos os cursos são online e gratuitos e podem ser acessados de qualquer computador do Brasil pelo http://escola.trabalho.gov.br. Não há pré-requisitos para a matrícula e nem escolaridade mínima exigida.

O aluno começa seu curso logo após a inscrição. A confirmação é recebida por e-mail. Por ser totalmente online, o horário de aula é definido pelo estudante. Ao final, aqueles que tiverem nota mínima de cinco pontos respondem a uma avaliação para receber o certificado da UnB, como curso de extensão.

Cursos disponíveis na Escola do Trabalhador:

Agenciamento de Viagens
Criando um Negócio de Sucesso
Higiene na Indústria de Alimentos
Introdução ao Excel
Português Básico para o Mundo do Trabalho
Demonstrações Contábeis e sua Análise
Conhecendo o perfil do Agente Comunitário de Saúde e seu processo de trabalho
Fundamentos e Processos de Gestão de Recursos Humano
Segurança da Informação
Edição e Tratamento de Imagens
Inglês Aplicado ao Mundo do Trabalho
Cuidando de Pessoas Idosas
Comunicação Escrita para o Trabalho
Elaboração de Folha de Pagamento de Empresas
Análise de Investimentos
Espanhol Aplicado ao Mundo do Trabalho
Análise de Risco na Construção Civil
Empreendedorismo na Pesca
Planejamento de Negócios na Pesca
Gestão da Qualidade
Processos Industriais
Excel Intermediário
Identidade Visual e Gestão de Clientes
Português para Hispano-falantes
Conhecendo a Função de Agente de Microcrédito
Excel Avançado

Por Lucas Nanini / Ministério do Trabalho

Compartilhe: